segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Mais algumas informações sobre como viajar com seu cachorro do Brasil para a Nova Zelândia

A caixa de transporte tem suas regras. A do Derfel é da marca Vari Kennel. Se você olhar o site da Cobasi vai ver uma tabela onde diz o peso do animal e a caixa correspondente, mas isso não é uma verdade absoluta! Não se guie por isso! Meça o seu bichinho e se guie pelas medidas do cão.
Nosso caso, o Derfel pesa 6,4kgs. De acordo com o site da Cobasi ele usaria a pequena:
Tamanhos:Medidas:Peso CãoPeso Caixa de Transporte
Pequeno53 x 41 x 38 cm (C x L x A)Até 9kgAprox. 3kg
Médio71 x 52 x Alt. 55 cm (C x L x A)Até 13kgAprox. 5kg
Intermediário81 x 57 x Alt. 61 cm (C x L x A)Até 22kgAprox. 7kg
Grande91 x 64 x Alt. 69 cm (C x L x A)Até 31kgAprox. 8,5kg
Extra Grande102 x 69 x Alt. 76 cm (C x L x A)Até 40kgAprox. 12kg
Gigante122 x 81 x Alt. 89 cm (C x L x A)Mais de 40kgAprox. 20kg

Porém, as regras internacionais dizem que tem que sobrar uns 5 centímetros no mínimo de altura e de comprimento. O Derfel tem 46 cm de altura e 56 de comprimento então optamos pelo tamanho médio.
Esse é um guia das regras da caixa de transporte:


Eu acredito que a caixa de transporte seja um ponto importante do processo, pois o cachorrinho vai passar bastante tempo ali e ele não vai entender exatamente o porquê, então, o melhor a fazer é ja comprar a caixa e ir treinando para ficar dentro dela. A pratica leva a perfeição! (disse a pianista)
Comece a alimentar o seu cachorro somente dentro da caixa, assim ele vai associar a caixa de transporte com coisa boa (comida). Já coloca um tapetinho lá dentro e comece a praticar:

Depois disso, no treino, aumente o tempo entre um grão de ração e outro e se distancie pouco a pouco do bichinho. Ele tem que ficar dentro da caixa sem sair e você vai para longe (pode ser outro cômodo ou quintal). O importante é que ele não te veja. Depois, gradativamente voce aumenta quanto tempo passa no quintal ou no outro cômodo. 

Ainda sobre a caixa: a Vari Kennel vem com essa tigela que se fixa na porta da caixa. Pode ser que na viagem do Brasil para os Estados Unidos você não use, mas na viagem dos Estados Unidos para a Australia é OBRIGATÓRIO usar. Então guarde! 


Outra coisa, na viagem da Australia para a Nova Zelândia é obrigatório ter na porta um funil que consiga completar de água essa tigela pelo lado de fora. (sem abrir a caixa) O que eu fiz?
Comprei um bebedouro de roedores, tirei a bolinha de metal da ponta, cortei o fundo da garrafa para virar um funil e fixei na porta da caixa:



Eu olhei varias companhias aéreas e a única que permitia os próprios donos dos animais fazerem todo esse processo de documentação sem pagar por agencias é a Qantas. Em compensação tem essa regra do funil e da tigela fixa na porta. Mas olha, com honestidade, eu fui a ultima pessoa a embarcar no voo e consegui ver pela janela do portão de embarque no aeroporto em Melbourne que a caixa com o Derfel foi a ultima coisa a ser embarcada e ainda vi o funcionário da Qantas na pista de decolagem colocando água por esse funil. Bravo! Pelo menos sei que não foi só encheção de saco.
Também é obrigatório ter um material absorvente e não pode ser jornal. Pode ser o tapetinho Higiênico. Abaixo o site da Qantas com várias informações sobre a viagem para PETS:

domingo, 19 de novembro de 2017

Como levei meu cachorro do Brasil para a Nova Zelândia (passando pela Austrália)

A Nova Zelândia não aceita animais do Brasil. Se você pretende se mudar para lá e quer levar seu bichinho (gato ou cachorro) o caminho é árduo (leia-se caro e demorado).
Esse é um link da Nova Zelândia com tudo que você precisa saber sobre levar seu animalzinho com você nessa jornada:
https://www.mpi.govt.nz/importing/live-animals/pets/steps-to-importing-cats-and-dogs/
Há duas maneiras de importar o seu animalzinho do Brasil:

1. Você o leva para um país categoria 3 (onde a raiva seria bem controlada) e ele fica lá por 6 meses, cumprindo vários requisitos veterinários como exames de sangue, vacinas e alguns tratamentos para controle de parasitas e quando ele chegar na Nova Zelândia ele vai para a quarentena por 10 dias.
Lista de países considerados categoria 3:

Antigua and Barbuda
Czech Republic
Luxembourg
Slovakia
Aruba
Denmark
Macau
Slovenia, Republic of
Austria
Finland
Malaysia (Peninsular, Sabah & Sarawak only)
South Africa, Republic of
Argentina
France
Malta
South Korea
Bahamas
Germany
Monaco
Spain
Balearic Islands
Gibraltar
Montenegro
St Kitt and Nevis
Belgium
Greece
Netherlands, The
St Lucia
Bermuda
Greenland
Netherlands Antilles
St Vincent and the Grenadines
British Virgin Islands
Hong Kong
Northern Mariana Islands
Sweden
Brunei
Hungary
Norway
Switzerland
Bulgaria
Italy
Poland
Taiwan
Canada
Ireland
Portugal
Trinidad and Tobago
Canary Islands
Isle of Man
Puerto Rico
United Arab Emirates
Cayman Islands
Israel
Qatar
United Kingdom
Chanel Islands
Jamaica
Reunion
USA
Chile
Kuwait
Serbia
Uruguay
Croatia, Republic of
Latvia
Seychelles
Virgin Islands (USA)
Cyprus, Republic of
Lithuania

2. Voce o leva primeiro para a Austrália, que também tem as suas rígidas regras mas eles só exigem que seu animal fique os últimos 45 dias no país categoria 3, também fará vários exames de sangue, vacinas e tratamentos para controle de parasitas, ficará 10 dias em quarentena na chegada a Austrália, após isso, mais duas semanas para organizar a documentação e fazer mais alguns exames e tratamentos e está apto a voar para a Nova Zelândia!

Eu escolhi fazer esse caminho da Australia porque não tinha condições financeiras nem psicológica de deixar meu cachorro 6 meses sozinho num hotelzinho em outro país. Não foi barato. Foi bem caro, eu considero meu cachorro parte da família e ninguém fica para trás! Família é família!

Processo do Brasil para a Austrália:
A primeira coisa a se fazer é colocar o Microchip no seu animalzinho. Eu não tive esse trabalho porque o Derfel White Prince já veio microchipado quando o pegamos. O microchip dele é da Animalchip, mas qualquer microchip internacional é aceito.


Logo após isso vem a vacina de raiva. Vacinamos o Derfel no dia 14 de fevereiro de 2017. Pode ser feito em qualquer clínica veterinária, você só tem que ter o selinho da Vacina numa carteira de vacinação contendo o numero do lote, a data de fabricação e a validade da Vacina. E, obviamente, nessa carteira de vacinação deve constar o nome do seu animal e o numero do microchip.

Agora entra a primeira sorologia. Cheguei cotar com empresas brasileiras especializadas no transporte de animais para outros países e a maioria estava cobrando perto de mil dólares essa sorologia. Encontrei a clinica veterinária Provet em São Paulo e eles faziam por 1200 reais. Acabei optando por fazer com eles pois tem toda uma burocracia para conseguir autorização do MAPA (Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) para conseguir a liberação e o sangue sair do Brasil. Isso mesmo. O exame não é feito aqui. Deve ser feito em um dos laboratórios espalhados pelo mundo autorizados pela Austrália a realizar esse exame de raiva.
Esses são os laboratórios aceitos pela Australia (Novembro/2017 - deem uma checada no site da Australia para conferir):
Prof. Changchun Tu
Diagnostic Laboratory for Rabies and Wildlife Associated Zoonoses
Department of Virology
Changchun Veterinary Research Institute (CVRI)
Chinese Academy of Agricultural Sciences (CAAS)
Liuying Xi Road 666
Jingyue Economic Development Zone
Changchun 130122
CHINA (PEOPLE'S REP. OF)
Tel: +86-431 81.03.20.22 Fax: +86-431 81.03.20.22
Email: changchun_tu@hotmail.com
Note: There are two laboratories at this address. You must use the OIE Rabies Reference Laboratory for Australian import purposes.
Dr Jacques Barrat/Dre Florence Cliquet
Agence nationale de Sécurité Sanitaire de l'Alimentation, de l'Environnement et du Travail (Anses)
Laboratoire de la faune sauvage de Nancy
Technopôle agricole et vétérinaire
B.P. 40009
54220 Malzéville Cedex
FRANCE
Tel: +33 (0)3 83 29 89 50 Fax: +33 (0)3 83 29 89 58
Email: jacques.barrat@anses.fr / florence.cliquet@anses.fr
Dr Juan Antonio Montaño Hirose
Servicio Nacional de Sanidad,
Inocuidad y Calidad Agroalimentaria Km. 37.5 de la Carretera México-Pachuca,
Tecamac, Edo. de México
MÉXICO
Tel: +52 (55) 38 72 03 40
Email: juan.montano@senasica.gob.mx Email: juan_montano@virologiahoy.org
Dr Dong-Kun Yang
Rabies Research Laboratory
Division of Viral Disease
Animal and Plant Quarantine Agency
Ministry of Agriculture, Food and Rural Affairs (MAFRA)
175 Anyang-ro, Manan-gu
Anyang, Gyeongii 430-757
KOREA (REP. OF)
Tel: +82 31 467.1783 Fax: +82 31 467.1797
Email: yangdk@korea.kr
Email: ydk40@hanmail.net
Dr Anthony Fooks
Rabies and Wildife Zoonoses Group
Virology Department
Animal and Plant Health Agency
New Haw, Addlestone
Surrey KT15 3NB
Weybridge
UNITED KINGDOM
Tel: +44-1932 35.78.40 Fax: +44-1932 35.72.39
Email: lab.services@apha.gsi.gov.uk
Dr Claude Taurai Sabeta
Onderstepoort Veterinary Institute
Rabies Unit
Private Bag X05
Onderstepoort 0110
SOUTH AFRICATel: +27-12 529 94 39 Fax: +27-12 529 93 90
Email: sabetac@arc.agric.za
A Provet trabalha com o da Inglaterra, Dr. Anthony Fooks.
Site da Provet: http://provet.com.br

A partir do momento em que esse laboratório na Inglaterra receber o material sorológico para realizar o exame começa a contagem de 180 dias. Não é quando o resultado fica pronto, é quando eles receberem o sangue! Essa contagem de 180 dias é obrigatória. Nenhum animal entra na Australia com menos de 180 dias.
No nosso caso, o Laboratório recebeu o sangue no dia 4 de abril de 2017.
Esse é o primeiro exame de sorologia. O resultado tem que ser mais do que 0,5. O Derfel tirou 13,5.
A única coisa que fiz foi manter a carteirinha de vacinação em dia, toda vacina que precisava renovar, eu renovei nesse meio tempo no Brasil.

Como levar meu cachorro do Brasil para os EUA?

Chegou o final dos 180 dias e estávamos com passagem comprada para os Estados Unidos da América, onde passaríamos os últimos 45 dias. Para levar seu cachorro do Brasil para os Estados Unidos você precisa de um Certificado Sanitário Internacional que é emitido pela VIGIAGRO.
Como nosso voo era no dia 17 de agosto, fomos no nosso veterinário no domingo, dia 13 de agosto e ele preencheu o seguinte atestado:



Esse é um link onde você acha esse atestado para imprimir e levar para o seu veterinário preencher:
http://www.agricultura.gov.br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/arquivos/Modelodeatestadodesaudeanimaleditavel.pdf
Na semana anterior liguei na VIGIAGRO do aeroporto de Guarulhos e agendei horário para a emissão do CZI para o dia 14 de agosto, pois eles só atendem com hora marcada.
Telefones da VIGIAGRO em SP: (11) 2445-5956, 2445-2800 e 2445-3683 - 
Fui com os documentos necessários e com esse atestado preenchido pelo meu veterinário e saí de la com o protocolo, o documento fica pronto no dia seguinte.
Na terça-feira, dia 15 de agosto de 2017 peguei no aeroporto de Guarulhos o CERTIFICADO SANITÁRIO PARA CAES DESTINADOS AOS EUA.



Pronto. Tudo certo para a próxima etapa, o primeiro voo!
No dia da viagem choveu muito e não consegui passear tanto quanto gostaria com o Derfel. Cheguei no aeroporto com 4 horas de antecedência pois nao sabia como era o processo. O Derfel voou como mala despachada pela LATAM. Esse voo custou US$150,00 dólares americanos e deve ser pago no aeroporto na loja da LATAM (eles somente aceitam pagamento em real ou cartões, eles cobram em dólares mas não aceitam Dolares).



Uma observação importante é que essa caixa de transporte (comprei na Cobasi, custou R$495,00 reais) tem que ser parafusos para viagens internacionais. Eles não aceitam caixas que não tenham parafusos para conectar a parte de baixo na de cima.
Aqui um exemplo de caixa de transporte que não serve para viagens Internacionais:


A parte do processo dos EUA para a Australia eu contratei a PETRELOCATION para ajudar.
https://www.petrelocation.com
Eles cobraram US$5574,24 dolares americanos. O que estava incluso:
-A quarentena de10 dias na Australia
-O voo de Los Angeles - Melbourne
-O Import Permit
-Os custos de mandar os exames de sangue para serem feitos no laboratório credenciado
-A obtenção do endosso do USDA (Seria o equivalente a VIGIAGRO no Brasil, eles tem que endossar toda a documentação).
-Conferir se os exames e tratamentos feitos com o vet em Miami estavam OK.
-Ultima consulta veterinária em Los Angeles e aplicação do ultimo tratamento para parasitas externos.
(nao é todo veterinário nos EUA que está apto a fazer os exames e tratamentos necessários para exportar um cachorro dos EUA, então a Petrelocation também me auxiliou a encontrar um veterinário que fosse autorizado a realizar esses procedimentos)

Nós ficamos hospedados na casa de amigos em Miami. A primeira visita ao veterinário foi no dia 21 de agosto. Nesse dia foi aplicada outra vacina para raiva, uma vacina para gripe canina, foi feito o primeiro tratamento para parasitas internos e externos e foi coletado sangue para a segunda sorologia de raiva. Valor US$330,00

Ficamos esperando o resultado e infelizmente deu abaixo dos 0,5 que precisávamos. Então no dia 6 de setembro de 2017 refizemos a segunda sorologia de raiva. (Mais US$150,00).

Em 18 de setembro de 2017 foi a segunda consulta no veterinário em Miami. Procedimentos: mais uma dose de vacina de gripe canina, uma dose de vacina para Bortedella, o segundo tratamento para parasitas internos e externos e foi coletado sangue para fazer os exames para Ehrlichia canis e Leishania infantum. 

Com a resultado da segunda sorologia em 4,56 a Petrelocation entrou com a documentação e solicitou import permit, agendou a quarentena em Mickleham e preparou a obtenção do endosso de todos esses exames e procedimentos.

Voamos de Miami para Los Angeles no dia 15 de outubro de 2017. Dessa vez voamos pela America Airlines e o Derfel voou dentro da cabine comigo. Custo: US$125,00 dolares americanos.
O Derfel é um Mini Schnauzer e ele pesa 6,4kgs. Comprei uma bolsa de tecido de carregar animais. Ele não conseguia ficar de pé na bolsa, mas ele conseguia girar dentro da bolsa. Minha sugestão é, se você acha que eles vão implicar com o tamanho do seu cachorro, no dia da viagem já chegue no checking com o cachorro na mala fechada. Eles vão pesar, se estiver de acordo (no max 20 libras a bag mais o cachorro) está OK.

Em Los Angeles ficamos num hotel pet friendly chamado Travelodge Hotel LAX do a dia 15 ao dia 17 de outubro.
http://www.travelodgelax.com
Esse hotel fica muito proximo do Kennel Club LAX. No dia 16 de outubro fomos no Kennel Club LAX fazer a ultima consulta veterinária e no dia 17 de outubro deixei o Derfel as 18h00 no Kennel para seu voo Los Angeles - Melbourne.

O Derfel voou Los Angeles - Melbourne (Australia) e eu voei Los Angeles - Auckland (Nova Zelandia) para ficar os 10 dias de quarentena do Derfel junto com meu esposo. No dia 29 de outubro peguei um voo de Auckland para Melbourne e fui busca-lo na quarentena. (Detalhe: meu visto na Australia é de TURISTA).

Encontrei um quarto no aplicativo Airbnb que aceitava animais e ficamos lá do dia 29 de outubro ao dia 15 de Novembro de 2017.
Entrei no site da Nova Zelandia e encontrei uma clinica veterinária credenciada para fazer os procedimentos para exportar o cachorro da Australia.
http://kewvet.com.au/kew-vet/vets-2/
Esse é o site para quem vai exportar seu pet da Austrália:
http://www.agriculture.gov.au/export/controlled-goods/live-animals/companion

No dia 31 de outubro foi nossa primeira consulta com o veterinário. Foi feito (de novo) o primeiro tratamento para parasitas internos e externos e foi coletado sangue para dois testes; Babesia Gibsoni e Heartworm antigen ELISA. O veterinário também preencheu dois certificados, um atestando quais tratamentos ele fez no cachorro e outro discriminando quais exames seriam feitos com o material (sangue) que ele coletou no cachorro.
A primeira consulta foi a mais cara, $573,30 dolares australianos.

Com esses dois certificados que o veterinário preencheu em mãos, preenchi um documento que se chama NOI (Notice of Intention of Export) e enviei ambos os documentos para o email do departamento da Australia que estava mais perto da casa em que estávamos hospedados, no caso foi Melbourne. Tem vários escritórios espalhados pela Australia, você deve ir no mais proximo:



Aqui é o link de onde você encontra o NOI para preencher:
http://www.agriculture.gov.au/export/controlled-goods/live-animals/companion/notice-intention-live-animals

Eles então responderam o email com o agendamento para dia 14 de novembro as 11:30 am, (um dia antes da viagem para Nova Zelândia) para retirar o Permit Export. No email resposta dele virá um invoice para ser pago no valor de 250 dólares australianos para a emissão da permissão para Exportar.
Mandei um email para a Nova Zelandia para o MPI (Ministry for primary Industries) ozdogsandcats@mpi.govt.nz onde eu preenchi uma inscrição para inspeção Veterinária na chegada do cachorro. Custos dessa inspeção veterinária $267,81 dólares neozelandeses.

Site para baixar o formulário completo do MPI: https://www.mpi.govt.nz/importing/live-animals/pets/steps-to-importing-cats-and-dogs/
No dia 14 de novembro, as 9:00 am, fui com o meu cachorro no veterinário que fez os primeiros exames e procedimentos (com a caixa de transporte também! O veterinário precisa ve-la para assegurar que a caixa está limpa e apta para a viagem) e ele fez o ultimo exame do Derfel, terminou de preencher o que precisava e deu a segunda dose de tratamentos para parasitas internos e externos. (Mais $130,90 dólares australianos).
Fomos direto do Veterinário ao escritório do departamento da Australia e eles me entregaram o export permit.
Com todos esses documentos em maos, fui na Qantas Freight pagar pelo voo do Derfel, que estava reservado, mas eles só aceitam o pagamento um dia antes da viagem e após verificar que toda a documentação está correta. (Tem que levar a caixa de transporte na Qantas porque eles também precisam atestar que a caixa é padrão IATA. Essa caixa foi a mesma que ele usou de Los Angeles para Melbourne, quando voce pega seu cachorro na quarentena eles te entregam a caixa) Custos da passagem do Derfel de Melbourne para Auckland $495,70 dólares australianos. A minha passagem foi a metade disso! LOL

Chegando na Nova Zelandia, assegure-se de que o voo do seu bichinho vai chegar durante o horário de trabalho dos veterinários, pois senão voce terá que pagar uma diária de quarentena ate o proximo dia util de inspeção Veterinária. Em Auckland é das 7:00 am até 19:00 e em Christchurch é das 13:00 até as 17:00.

Bichinho inspecionado, terá somente mais uma taxa para pagar NZD 134,55 dólares neozelandeses para a Air New Zealand Cargo, pois eles pegaram seu animalzinho no avião e levaram para a inspeção veterinária.

PRONTO! SÓ ISSO!














quinta-feira, 26 de junho de 2014

Beethoven - Sonata para Violoncelo e Piano op. 69

Beethoven compôs a Grande Sonata para Violoncelo e piano op.69 em Lá Maior entre os anos 1808-09 e podemos encaixa-la cronologicamente no período que podemos chamar de segunda maturidade Musical (1802-1812). Se tivermos em mente que quando essa obra obra foi composta Beethoven já tinha escrito as sonatas para violoncelo op. 5 e as nove sonatas para violino, incluindo a Kreutzer, podemos entender a importância dessa obra, pois foi uma volta para a escrita de música de câmara para instrumento e piano.
O tema de abertura, com o violoncelo solo em registro grave se mostra com um intervalo de tônica - dominante que segue para o fá sustenido é de grande importância motívica e será utilizado no decorrer do movimento de diversas maneiras. Assim que a introdução da peça termina, o compositor utiliza-se do motivo da abertura na tonalidade de lá menor mas com o tema na melodia do piano.
Na entrada do desenvolvimento da sonata esse mesmo motivo é utilizado dentro da tonalidade de fá sustenido menor, sendo visto pelo acorde da dominante do novo tom, Dó sustenido maior. (Dó # - Sol # - La).
Essa sonata mostra um claro equilíbrio  entre os dois instrumentos com a alternância de função, acompanhamento - solo.

 No link, Jacqueline du Pre e Daniel Barenboim.


quarta-feira, 29 de maio de 2013

Sorteio da Henle Verlag parte 2!!!

Vocês lembram que em fevereiro eu escrevi aqui sobre uma pesquisa no site da Henle, e que, ao final, todos concorreríamos a edições autografadas pelo pianista András Schiff do Cravo Bem Temperado - Bach ou pelo violinista Peter Zimmermann das Sonatas para Piano e Violino - Beethoven?
Pois bem. Eu avisei muitos amigos e o violinista Ander Dubiniack foi sorteado! Pode? Mundo pequeno! rsrs



Mas se você bobeou na época e não respondeu o questionário (meio longuinho, vai perder uns 10 minutos para responder direito) ainda dá tempo!
OUVIRAM???
A pesquisa termina em dezembro de 2013!


quarta-feira, 8 de maio de 2013

Più dolce!!!

Esse blog anda abandonado... Sim, eu sei! Mas retornaremos as atividades essa semana! Saboreiem o doce de música ou pelo menos sua foto.


segunda-feira, 18 de março de 2013

Martha Argerich responde...


Adoro a Martha! E acho engraçado ela dizer que Prokofiev é seu melhor amigo!!! 


Nessa entrevista ela está tão solta, leve e simpática, não?

terça-feira, 5 de março de 2013

Henle Verlag - SORTEIO!!!

Não. Esse blog não é patrocinado pela Henle Verlag (bem que eu queria hahaha) apesar de que sou fã de carteirinha. rsrs
Pianistas adoram tocar partituras Henle Verlag. Em geral, elas são super bem editadas e não possuem nenhuma adição de informações não propostas pelo próprio compositor.
Abre parênteses: Ano passado, 2012, estava na minha aula de piano e fui tocar Bach - Prelúdio e Fuga 20 BWV 889 quando a minha professora de piano Ms. Marisa Lacorte disse:
-Pára neném! (rs jeito carinhoso de chamar os alunos) Tem nota errada!!!
Ao que eu respondi:
-Não é possível Marisa! Estou tocando com minha edição Urtex - Henle Verlag (toda orgulhosa, pois havia acabado de adquiri-la).
E ela me respondeu:
-Então pegue a minha Urtex - Henle Verlag para compararmos.
Peguei a partitura dela a contragosto. hehe A minha estava tão novinha!!! rsrs Sem nem sequer um amassadinho ou sujeira. E ao compararmos: Tcha-rám!!! (Obviamente) Marisa estava certa!
A sua partitura velhinha Henle Verlag continha notas diferentes da minha!!!
O mais engraçado é que depois, comparando gravações da Rosalyn Tureck, Andras Schiff, Glenn Gould e Tatiana Nikolayeva cada um faz uma nota diferente. E agora José? rsrs
Fecha parênteses.

o sorteio: entrem na página da Henle


encontrem o ícone "Give us your opinion and win a signed edition", respondam a enquete e ao final já estarão concorrendo a uma edição autografada do Cravo bem Temperado bem Andras Schiff ou das Sonatas para piano e violino de Beethoven autografada pelo Frank Peter Zimmermann.




Agora, olhem esse vídeo!!!